ALBÂNIA onde há perseverança há esperança...

Para os Muçulmanos que buscam...

Para os Mulsumanos que buscam... IsaalMasih.net

24 de dez de 2010

Primeira reunião de homens na Albânia

Primeira reunião de homens na Albânia

Por Sérgio Dias 23 de dezembro de 2010

Enviar

Há três anos na Albânia, no Leste Europeu, os missionários de Missões Mundiais da CBB, Pr. Henrique e Henriqueta Davanso, já colhem os frutos semeados como pioneiros naquela nação. Especialmente entre os homens, pois culturalmente eles não costumam frequentar nenhuma igreja – mesmo aqueles que se convertem.

A Igreja Batista no bairro Bathore, em Tirana, capital do país, tem crescido em número e em espiritualidade, de acordo com o Pr. Davanso. Porém, o trabalho só estava alcançando as mulheres e as crianças albanesas; os homens recusavam-se a ir aos cultos. Sem entender os motivos, o missionário seguiu relacionando-se com eles, em sua maioria esposos das mulheres que estão frequentando a igreja. Alguns deles, inclusive, já haviam manifestado suas decisões por Jesus Cristo, como único e suficiente Salvador, em reuniões nos lares. Mas nada de irem aos cultos... Após algum tempo, acompanhado por intercessões dos crentes brasileiros, os homens aceitaram o convite do Pr. Davanso e foram a uma reunião na igreja.

“Pode lhe parecer normal um homem ir para o culto, especialmente no Brasil, mas por aqui não é nada fácil. Eles, devido à tradição cultural, geralmente não vão para a igreja. Ainda não entendi o porquê disso, mas estamos orando, juntamente com uma nação de intercessores, para que eles também façam parte da nossa igreja”, conta o missionário.

O culto histórico para o trabalho missionário na Albânia aconteceu em novembro, e começou com sete homens que, pela primeira vez, aceitaram ao convite de cultuar a Deus na igreja. “Esperamos esse momento por três anos. Jejuamos, oramos, convocamos um exército incontável de intercessores para que isso, um dia, acontecesse... E, finalmente, aconteceu a nossa primeira reunião!”, comemorou o Pr. Davanso.

O culto transcorreu normalmente e, ao final, o Pr. Henrique celebrou o bom testemunho que o novo momento trouxe para a igreja perante a comunidade local. “Oramos, louvamos, conversamos e, como 'ninguém é de ferro', fizemos uns comes e bebes. Creio que este é um novo mover de Deus por aqui. Tanto que um dos adolescentes de nossa igreja chegou até mim, alegre e sorridente, e disse que agora não só as mesquitas têm homens, mas a nossa igreja também. Ore por esses homens e por milhares que virão, em nome de Jesus”, finaliza.

Nenhum comentário: