ALBÂNIA onde há perseverança há esperança...

Para os Muçulmanos que buscam...

Para os Mulsumanos que buscam... IsaalMasih.net

23 de abr de 2009

7 de abr de 2009

Lança o teu pão sobre as águas

Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás

“Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás” (Eclesiastes 11.1).


======================

Nesses últimos meses estivemos empenhados na continuidade do andamento da igreja com muitos trabalhos, pois a seara realmente é muito grande, mas é do Senhor.
Estamos crendo e vivendo mesmo como diz o versiculo, pregando a tempo e fora de tempo, com frio ou calor, como ja dizia o pregador: Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás (Ec. 11.1).
Nessa certeza é que estamos caminhando por aqui em Bathore, (Leia se BASSORE em português) dia após dia investindo nas vidas que estão aceitando
a Jesus como Senhor e Salvador. Ainda não podemos ver os milhares, mas os campos estão brancos para a colheita.

Henriqueta continua com os trabalhos com as mulheres, ministrando cursos diversos nas tardes de terças-feiras. Sempre tem chegado novas mulheres e ouvido a Palavra de Deus.

Passados dois meses da inauguração da igreja, continuamos a trabalhar no discipulado e fazendo novas amizades no local. Realizamos nosso primeiro batismo com um grupo que há um ano vinha se preparando. Foram momentos inesquecívels para nós, e muito nos alegrou o coração ver que a Palavra de Deus não volta vazia, mas produz frutos. No verão faremos outro batismo, pois o que fizemos foi debaixo de muito frio e tivemos que esquentar água e improvisar um batistério (caixa de água plástica). Louvado seja o Senhor Deus por tudo o que Ele tem feito por nós.

Tivemos tempos de muitas lutas, mas também de muitas vitórias. Passamos por um período de um ano estudando muito sobre a bíblia, novo nascimento, batismo e muitos estudos dirigidos ao discipulado contínuo com cada irmão individualmente e em grupo. Os estudos eram realizados no fundo do quintal ou debaixo de alguma árvore e, é claro, na própria igreja. Foram tempos de convívio mútuo, e pudemos conhecer mais e saber sobre o dia a dia de cada um. No início éramos um grupo de 13 candidatos ao batismo, mas no final somente seis foram batizados, pois os outros quatro, por motivos de trabalho, não puderam ser batizados desta vez; faremos no próximo verão, se assim o Senhor nos permitir. No dia do batismo fazia muito frio, aproximadamente seis graus. Estávamos no início do inverno por aqui e tivemos que improvisar uma caixa e aquecer muitos e muitos baldes de água para amenizar o frio. Como estamos em uma cultura muçulmana, onde muitos rituais são bem diferentes do Brasil, pela primeira vez fizemos um batismo onde o pastor tem que ficar do lado
de fora do batistério, pois infringe a cultura um homem ficar dentro da água com uma mulher.

Realizamos o batismo normalmente, pois contextualizamos o cerimonial em terras balcânicas.

Estamos alegres, pois Deus é fiel. A cada dia pedimos ao Senhor que nos envie aqueles que Ele tem preparado para a colheita. Em terras muçulmanas nem sempre se faz colheitas enormes como no Brasil, porém uma alma vale mais que o mundo inteiro.

Aos sábados estamos com o culto das crianças e pré-adolescentes; tem sido uma alegria ver tantas crianças. No novo local onde estamos nos congregando o número aumentou; antes eram aproximadamente 35, hoje são em média de 85 a 125 crianças todos os sábados. Imaginem o trabalho! Mas em tudo o Senhor nos tem dado a vitória.

No mês de dezembro estivemos trabalhando com as crianças enfatizando o nascimento de JESUS (KRISHTLJNDJET = nascimento de Jesus).
Realizamos estudos bíblicos, peças teatrais, pinturas e poesias. Nossas crianças foram convidadas para gravar um CD de poesias de natal pela rádio evangélica da
capital Tirana, e isso as incentivou a terem mais disciplina e estudo. No final do mês finalizamos o culto de natal com pregação, teatro e distribuição de presentes que ganhamos de uma Fundação Cristã da Holanda.

Este ano havia algumas faixas pelas ruas com os dizeres: Feliz Nascimento de Cristo e Ano Novo. Isso foi resposta de oração, pois o local onde trabalhamos possui muitos moradores muçulmanos e na época do ramadã eles colocaram muitas faixas sobre o mês de jejum muçulmano...

Realizamos um almoço de confraternização com todos os membros das igrejas, juntamente com suas famílias. Foi um culto dominical onde todos puderam ouvir sobre Jesus e serem evangelizados através da história do nascimento de Jesus. Logo após servimos um almoço que proporcionou um momento de comunhão com cada presente.

O inverno chegou de vez e estamos tendo temperaturas muito abaixo de zero e ainda muita neve (algumas regiões com 20 graus negativos). Inclusive muitas cidades estão bloqueadas e sem acesso. O governo tem ajudado como pode as comunidades isoladas, levando alimento através de helicóptero. A energia, como de costume, já está faltando em boa parte e foi anuncia do que, a partir de fevereiro, teremos um racionamento maior do que já temos.


Motivos de louvor e oração:
• saúde física, espiritual e emocional para nossa família;
• nossa segurança;
• vontade diretiva do Pai em tudo o que formos fazer;
• discipulados com os novos convertidos e por suas vidas em família;
• classe de estudo dos primeiros batizandos;
• situação da energia elétrica, água e outros saneamentos básicos do local;
• todos os equipamentos e móveis que ainda faltam para a igreja;
• computadores da escola de informática – precisamos de 10 computadores;
• cursos de costuras e artesanatos com as mulheres;
• reunião dos adolescentes, senhoras e crianças;
• que o Senhor nos envie os esposos e os homens para as reuniões;
• estudos da nossa filha Emanuelle.
Obrigado por “segurar as cordas” através de suas intercessões, seu apoio emocional e seu investimento financeiro.

=========================================================

“É melhor tentar e falhar, que preocupar-se e ver a vida passar. É melhor tentar, ainda que em vão, que sentar-se, fazendo nada até o final. Eu prefiro na chuva caminhar, que em dias frios em casa me esconder. Prefiro ser feliz, embora louco, que em conformidade viver”. (Martin Luther King)

Pr. Henrique, Henriqueta e Emanuelle
-----------------------------------------------------------

Junta de Missões Mundiais da Convenção Batista Brasileira
Rua Senador Furtado, 71, Praça da Bandeira
Rio de Janeiro, RJ • CEP 20270-021
Tel.(21)2122-1900 • Fax: (21) 2122-1911
E-mail: jmm@jmm.org.br • Site: www.jmm.org.br

Doutora em Genética Humana pela universidade de Tübingen, Alemanha, considero o homossexualismo um desvio da sexualidade

Cientista médica leitora do Blog Julio Severo revela importantes fatos sobre as práticas homossexuais. A seguir, a carta dela aos senadores:

Prezado senador,

Gostaria, por meio desta, de expressar a minha opinião sobre o projeto que está para ser votado pelo Senado sob o número PLC 122/2006. A proposta pretende punir como crime qualquer tipo de reprovação ao homossexualismo.

Como doutora em Genética Humana pela universidade de Tübingen, Alemanha, considero o homossexualismo um desvio da sexualidade que precisa urgentemente de tratamento. Não há evidências científicas de que o homossexualismo tenha surgido por ação da seleção natural na espécie humana. Contudo, existe amplo fundamento científico neste sentido para a relação heterossexual.

Em segundo lugar, como profissional da área médica, defendo que o homossexualismo não pode ser aceito como comportamento “natural”. Não pode ser normal pessoas morrerem com garrafas dentro do intestino!! Num estudo publicado em 2004 na revista British Journal of Psychiatry, observou-se que 42% dos homossexuais, 43% das lésbicas e 49% dos bissexuais apresentaram pensamentos e ações auto-destrutivos. Em 1981, observou-se que aproximadamente um de cada 10 homicídios em Sao Francisco deviam-se a práticas sexuais sadomasoquistas entre homossexuais! Analisando as estatísticas publicadas em 1999 no Clinical Psychology Review, observa-se além disso uma íntima associação entre o homossexualismo e violência doméstica: 48% dos casais de lésbicas e 38% dos casais homossexuais reportam este tipo de violência, comparados a 28% dos casais heterossexuais. Em outro trabalho publicado em 2005 na Family Practice News, observou-se que os homossexuais apresentam um aumento de quatro vezes no consumo de marihuana, 7 vezes de cocaína e 10 vezes de anfetamina comparados à população em geral!

Em terceiro lugar e como cristã, não posso concordar com essa proposta, da mesma forma como não poderia concordar com a aprovação da corrupção em qualquer nível. O homossexualismo é decorrente da corrupção humana, assim como o adultério. As pessoas envolvidas no homossexualismo são amadas por Deus, mas Ele deseja libertá-las de sua doença!! Como Ele, considero muito todas as pessoas sem qualquer acepção, mas desejo vê-las curadas e não escravas de vícios e doenças. O preconceito contra a doença do homossexualismo deve ser banido da mesma forma como o preconceito contra vítimas da AIDS, mas a doença não pode ser ignorada, ou de outra forma, os doentes morrerão! Isto não é amor. Alguém já disse que o oposto do amor não é o ódio, mas a indiferença. Por favor, não seja indiferente ao clamor de milhares de vítimas deste desvio de suas almas, não o trate como “natural”! Não aprove o problema, mas trate-o e arranque as suas raízes!

Certa de que o conteúdo desta carta fará parte de ponderações sérias antes da sua votação, agradeço a atenção recebida,

Angelica Boldt

Faça como a corajosa e inteligente leitora do Blog Julio Severo. Escreva aos senadores e faça contato com seus vereadores locais para que façam uma moção contra o PLC 122 e contra todo projeto anti-“homofobia”.

Diga NÃO à ditadura gay.

"Encontro arriscado em Swatow" - 1 Milhão de bíblias para CHINA


Saiba mais sobre a Igreja Perseguida na China

CHINA (12º) - O Projeto Pérola foi descrito pelo chefe do escritório da revista Time em Pequim como uma das operações de contrabando mais inesperadas e de maior sucesso do século 20. A revista Time chamou o projeto de "a maior operação deste tipo na história da China" em seu artigo intitulado, "Encontro arriscado em Swatow", publicado em 19 de outubro de 1981. A entrega clandestina de um milhão de Bíblias em chinês comemora seu 25º aniversário neste 18 de junho.

Naquela noite de 1981, um rebocador de 30 metros chamado Michael moveu-se pesadamente a uma sonolenta velocidade de 5 quilômetros por hora. Ele rebocou a barcaça Gabriella (de 40 metros de comprimento), carregada com 232 pacotes à prova de água de uma tonelada, contendo ao todo um milhão de Bíblias em chinês...........

LEIA MAIS CLIQUE AQUI